Unimed

Sustentabilidade

Voltar para Artigos

Unimed Londrina retoma projeto “Saúde Bucal” em 2018

Sustentabilidade

O Instituto de Responsabilidade Social da Unimed Londrina retoma em março o seu Programa Saúde Bucal. Depois de passar por duas escolas municipais na área urbana de Londrina como projeto-piloto, o programa, agora já consolidado, vai atender 140 crianças de uma unidade na zona rural.

Segundo a gerente de Sustentabilidade da Unimed Londrina, Fabianne Piojetti, nesta edição as atividades serão desenvolvidas na Escola Municipal Jadir Dutra, localizada no Patrimônio Selva. “Nessa localidade, o posto de saúde não oferece serviços de saúde bucal, portanto, orientar sobre prevenção e higiene bucal fará grande diferença na vida das crianças”, comenta.

Mais uma vez, neste ano a iniciativa conta com a participação da Unimed Odonto e dentistas voluntários. Outra parceria com a qual o programa contará novamente é a Dental Clean, que fornece o material utilizado nas atividades com as crianças desde o início do programa.

A gerente de Sustentabilidade afirma que a terceira edição do programa tem como foco não apenas orientar, mas transformar as crianças em pessoas capazes de cuidar da sua própria saúde. “O projeto amadureceu e se tornou efetivo, e percebemos que o foco não deve ser apenas a quantidade de crianças atendidas, mas que elas sejam instrumentalizadas e recebam orientações mais personalizadas para sua saúde bucal”, comenta Fabianne.

No ano passado, foram atendidas 510 crianças da Escola Municipal Osvaldo Cruz. A diretora da unidade, Antonia de Oliveira Alexandre, afirma que as atividades ajudaram muito na conscientização das crianças sobre a importância dos cuidados com a saúde da boca. “Ainda hoje, mesmo após o encerramento das atividades do programa e do período de férias, muitas crianças continuam escovando os dentes após a merenda”, comenta.

A dona de casa Patrícia Ribeiro Melendes, mãe do aluno Gabriel, que participou do programa ano passado, afirma que seu filho gostou bastante das atividades e que sempre comentava o que havia aprendido. “A gente já se preocupava com a higiene bucal na educação dele, mas percebo que agora ele tem mais autonomia nessa parte”, afirma.