Unimed

Humanização

Voltar para Artigos

Prestadores fazem curso de humanização no atendimento

Humanização

A Unimed Londrina formou em junho a quarta turma do curso de “Humanização Através da Linguagem do Palhaço”. A atividade formativa ministrada pelos integrantes do grupo Plantão Sorriso busca oferecer aos profissionais de saúde da rede prestadora da Unimed Londrina elementos para que aqueles que cuidam de outras pessoas em seus ambientes de trabalho tenham condições de se autocuidarem.

A analista de Educação Corporativa da Unimed Londrina, Caroline Zucco, observa que desde 2012 a Cooperativa realiza projetos com foco no desenvolvimento e humanização com a rede prestadora e colaboradores da Unimed Londrina. A iniciativa com o Plantão Sorriso surgiu de uma proposta que o grupo tinha de oferecer uma capacitação para os profissionais de saúde a partir da experiência que os atores/palhaços desenvolveram no ambiente hospitalar. “O grupo queria com o curso resgatar nesses profissionais a empatia e retomar conceitos que muitas vezes se deixam cair no automático”, comenta.

No ano passado, o curso formou duas turmas: a primeira na Santa Casa e a segunda com profissionais do Hospital Evangélico. Em 2017, o tema foi desenvolvido com colaboradores da Unimed Londrina que atuam no Pronto Atendimento, no DOM e na Unimed Saúde. E agora, em junho, uma nova turma, formada por profissionais do Hospital Araucária, do Hospital do Câncer, do Instituto Vida, doUniort e do Hoftalon. Cada turma foi composta por 25 profissionais. “A proposta do curso é capacitar pessoas que lideram equipes dessas instituições para que atuem como multiplicadores dos conceitos abordados entre os outros colaboradores”, comenta Caroline.

Segundo Aneliza Paiva, atriz do Plantão Sorriso, desde o início do grupo, há 20 anos, seus integrantes sempre quiseram desenvolver ações voltadas para os profissionais dos hospitais onde o grupo atua. “A ideia era levar conceitos que promovessem o cuidado daquele que cuida, na tentativa de tornar o ambiente hospitalar mais humano, no sentido de se ter mais empatia,de fazer o cuidador perceber que ele precisa ser cuidado por ele mesmo, pois vive uma rotina de muitas horas de trabalho e se deixa cair no automático, esquecendo-se de olhar para si próprio”, comenta.

Aneliza observa que o projeto ganhou força quando a Unimed Londrina ofereceu uma oportunidade para apresentar a proposta para um grupo de colaboradores. O curso leva os participantes a vivenciarem na prática os temas propostos por meio de exercícios de teatro e de palhaço, e estimula a reflexão sobre “Autocuidado”, “Confiança”, “Comunicação” e “Empatia”.

Viviane Moreira Serato, enfermeira do Hoftalon que participou da última turma, disse estar surpreendida com o curso. Ela afirma que gerencia uma equipe de profissionais de saúde e já está aplicando os conhecimentos adquiridos para seus colegas. “Estamos tendo uma boa receptividade, pois não é algo diretivo, a intenção é incluir o colaborador na atividade de forma que faça sentido para ele e assim produzir as mudanças esperadas com a humanização”, comenta.

__

Você quer receber a Newsletter da Unimed Londrina com esta e outras notícias? Cadastre-se em nosso site e receba a próxima edição no seu e-mail!