Tamanho da Letra

Como escolher o nome do bebê?

Com tantos nomes para escolher, será que é possível tornar este momento mais fácil?

Para algumas pessoas, o momento da escolha do nome do bebê não é nenhum pouco complicado. Algumas já planejam desde sempre quais nomes irão colocar em seus futuros filhos. Mas também tem as pessoas que consideram que escolher o nome não é tão fácil assim. Afinal, seu filho irá carregar o nome escolhido por toda a vida.

É normal que aconteça de parentes e amigos vierem dar palpite no nome do bebê, mas é importante deixar claro que a escolha determinante é sempre dos pais e não tem mais conversa! Lógico que você pode ouvir as ideias das pessoas, quem sabe alguém não sugere algum nome que case bem com o que você imaginava, não é mesmo?

Para iniciar o processo da escolha do nome, os pais devem compartilhar que nomes gostam ou não. A partir disso, uma dica é fazer uma listinha de nomes favoritos do casal. Conforme forem surgindo mais ideias, vá anotando e guardando para depois avaliar com calma.

Depois de anotar os nomes preferidos, a dica é para que o casal comece a pensar nas seguintes situações:


- Há parentes com os nomes selecionados?
- O objetivo é homenagear alguém da família?
- O nome vai gerar apelidos?
- Algum nome é associado com alguém ou alguma lembrança desagradável?
- O nome escolhido soa bem?
- Tem melodia?
- Combina com os sobrenomes da mãe e do pai?

Outra dica é procurar evitar colocar um nome que termine com vogal quando o sobrenome começa com vogal também, pois eles tendem a se misturar. Rimar o nome com o sobrenome também não casa muito bem e, principalmente, evite colocar nomes que combinados com o sobrenome possam gerar duplo sentido. Afinal, você não quer que seu filho ouça brincadeirinhas com o nome dele, não é?

Originalidade

Além dessas situações, você tem que pensar o seguinte: nomes diferentes demais podem gerar brincadeiras caso sejam nomes que poucas pessoas conheçam. Enquanto nomes que estão na moda, vão fazer com que muitas crianças tenham os mesmos nomes em uma sala de aula, por exemplo.

Neste caso, pode ser que as crianças que tiverem nomes iguais possam ganhar apelidos para serem diferenciados, ou então, serão chamados pelo sobrenome, como acontece em muitos lugares.

Procure equilibrar também o nome com o sobrenome: se o último nome for muito popular como Silva, evite dar o nome de João que também é mais popular. Ouse um pouco, caso você queira. Se o sobrenome for diferente, tente um nome mais simples, como Maria.

Homenagear ou não?

Vários casais gostam de homenagear os filhos com nomes de parentes que já se foram. Mas isso não é uma regra. O casal tem que se sentir bem e à vontade em fazer a homenagem. Há famílias que seguem uma tradição com nomes também. E além da tradição familiar, existem também as pessoas que gostam de seguir suas crenças religiosas e procurar escolher nomes que estejam de acordo com elas.

Significados dos nomes

Caso você tenha curiosidade de saber, pode pesquisar os nomes e seus significados para ter uma ideia da energia que o nome carrega. Há nomes que têm significados de nobreza, flores, origens antigas, entre outros. É uma dica legal para quem gosta de pesquisar sobre origens de nomes e famílias antigas também.

No entanto, o mais importante de tudo, é a mamãe e o papai escolherem um nome que os dois gostem e se sentem bem com ele. Regras existem para dar uma mãozinha, e não para serem seguidas completamente. Boa sorte para vocês!