Loading…
teste

Hipertensão arterial: mudar de hábito previne a pressão alta

Conhecida mais por pressão alta, a hipertensão arterial, em sua maioria, não apresenta sintomas e é um fator de risco para infarto e AVC (acidente vascular cerebral). Veja como prevenir! 

A Hipertensão Arterial Sistêmica ou a popular pressão alta é uma doença degenerativa e crônica que pode atingir pessoas em todas as fases da vida, sendo bastante comum na população brasileira.  Ela ocorre devido ao estreitamento das paredes internas das artérias, obrigando o coração a bombear o sangue com mais força para que ele seja distribuído corretamente pelo corpo. Então, esse processo dilata o coração, danifica as artérias e ainda favorece o aparecimento de ataques cardíacos e derrames cerebrais. Os valores de pressão arterial nem sempre são os mesmos durante o dia. Eles geralmente caem durante o sono ou quando a pessoa se encontra relaxada, e sobem com a prática de exercícios, estresse ou agitação. É considerada hipertensa toda pessoa que, ao aferir a pressão arterial, apresenta valores acima de 14 por 9 (140 mmHg X 90 mmHg). 

Doença silenciosa

A hipertensão, na maioria das vezes, não apresenta sintomas. Somente em pouquíssimos casos que a doença pode apresentar quando a pressão sobe muito, dores de cabeça e no peito, falta de ar, tonturas, insônia, indisposição, fraqueza, zumbido no ouvido, sangramento nasal e visão embaçada. Aferir a pressão de forma regular é a única maneira de fazer o diagnóstico da hipertensão. Isso pode ser realizado numa farmácia ou mesmo em casa com o esfigmomanômetro, aparelho que contém uma bomba de ar que gera compressão na artéria braquial. Pessoas acima de 20 anos de idade devem aferi-la pelo menos uma vez por ano. Já aquelas que apresentam um histórico familiar, devem verificar duas vezes por ano.  São vários fatores que levam ao aumento da pressão arterial: tabagismo, consumo excessivo de sal e de bebidas alcoólicas, obesidade, sedentarismo, estresse e níveis altos de colesterol. 

Prevenção 

A pressão alta é uma doença que não tem cura, mas pode ser tratada e controlada por meio da correção de alguns hábitos alimentares, prática de atividade físicas e controle do estresse, aliada a medicamentos. Mas lembre-se: somente um médico poderá informar o melhor tratamento para cada paciente. A Unimed Londrina oferece vários programas para ajudar os beneficiários a adotarem hábitos mais saudáveis, além de promover cursos e palestras com profissionais e especialistas. O programa Unimed Saúde conta com grupos ideais para apoio e prevenção contra a pressão alta, realizando atividades práticas e educativas, sempre com orientação de uma equipe multidisciplinar. Conheça mais sobre o programa no vídeo abaixo:

Lembre-se de sempre consultar um médico profissional em um primeiro diagnóstico de hipertensão, confira sua pressão arterial regularmente e tenha uma rotina de hábitos saudáveis para não prejudicar mais a sua saúde! Aprendeu mais sobre a hipertensão e seus sintomas? Compartilhe com a gente sua opinião nos comentários!

Leia também: “Tenho disposição para correr, caminhar, viver”, afirma cliente após parar de fumar


Comentários