Loading…
teste

Pressão alta: conheça atitudes para evitar esse mal!

Entenda as principais atitudes para controlar a pressão alta e evitar os problemas dos seus sintomas

A Hipertensão Arterial Sistêmica, comumente conhecida como Pressão alta, é uma doença crônica multifatorial, bastante comum na população. Ela ocorre devido às artérias que se tornam menos flexíveis, fazendo com que o sangue coloque mais pressão para circular perfeitamente.

A doença, que é bastante séria, é diagnosticada após a pressão ser aferida várias vezes, sendo igual ou superior a 14 por 9. Essa medição deve ocorrer após descanso de aproximadamente 30 minutos e deve ser conduzida por um profissional capacitado.

Entre as principais causas da doença, é possível destacar os fatores genéticos, o sedentarismo, o consumo de gorduras e muito sódio, além de obesidade e estresse crônico. Os seus principais sintomas são: insônia, dor de cabeça, dor na nuca, tontura, indisposição, cansaço, palpitações, visão dupla etc.

Por ser uma doença que não tem cura, é preciso aliar alguns hábitos saudáveis com os medicamentos e, assim, ter uma vida mais tranquila, sem sentir tanto os seus sintomas. Além disso, com essas atitudes, é possível evitar outras complicações, como infartos, derrames ou paralisação dos rins, segundo aponta a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

Confira alguns desses importantes hábitos a serem combinados com as medicações!

Praticar atividade física

É fundamental praticar exercícios físicos para evitar o descontrole da pressão alta. Para isso, caminhe por pelo menos 20 minutos, de 3 a 5 vezes por semana. A atividade física melhora bastante a circulação do sangue, contribuindo para o bom funcionamento do coração e controlando os níveis de hormônio que causam o aumento da pressão.

Outras atividades que podem ser praticadas além da caminhada, são: pedalar, nadar e também dançar - tudo, claro, após orientação e liberação do médico.

atividade física pressão alta

Cuidar da alimentação

A alimentação, nesse caso, deve ser bem controlada. É importante evitar alimentos muito gordurosos, como frituras e doces, além de salgados. O ideal é optar por alimentos que sejam ricos em fibras, potássio (como banana e abacate), cálcio (como brócolis e couve), vitamina C e magnésio, além de frutas frescas.

Atenção! Os alimentos que são embutidos e enlatados, assim como salgados e dietéticos (sem açúcar), tendem a ter muito sódio, o que acaba aumentando a pressão. Por isso, tenha cuidado e atente-se ao rótulo dos produtos industrializados.

Atentar-se ao estresse e ansiedade

Muito estresse e ansiedade podem prejudicar o controle da pressão e trazer mais riscos para infarto e AVC. Esses dois fatores aumentam os hormônios maléficos (cortisol e adrenalina), ocasionando em batimentos acelerados, contração dos vasos e, consequentemente, em aumento da pressão.

Para evitar isso, lembre-se da atividade física, já citada acima, além da meditação e yoga. Praticar essas atividades ajuda muito a controlar os níveis de hormônios no corpo, contribuindo para o controle da pressão.

meditação pressão alta

Dizer adeus ao cigarro

O cigarro também pode aumentar a pressão, sabia? Por isso, o indicado é dar adeus ao cigarro para não agravar os sintomas, assim como evitar respirar a fumaça (passivo). O tabagismo, incluindo quem fuma passivamente, provoca lesões e compromete os vasos sanguíneos, contraindo as suas paredes e aumentando a pressão, além de cortar o efeito dos medicamentos. Por isso, é fundamental parar de fumar.

Lembre-se que consultar um médico profissional é essencial. Tenha conhecimento da sua situação e limitações para não prejudicar a saúde!

Gostou do texto? Deixe a sua opinião nos comentários!

Leia também: 5 alimentos que vão turbinar a sua imunidade


Comentários