Loading…
teste

Saúde do homem: previna-se contra o câncer de próstata

Número de mortes por câncer de próstata ainda são altos no Brasil. A detecção precoce salva vidas. Conversamos, então, com o médico André Macedo que esclarece as principais dúvidas sobre a doença

O Câncer de Próstata é o segundo tumor maligno que mais mata na faixa dos 50 anos de idade no homem, ficando somente atrás do câncer  de pele. No Brasil, a doença é responsável por 68 mil casos só em 2018 e 13 mil óbitos por ano, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). 

Mas por que os números são tão altos? Para esclarecer essa e mais dúvidas em relação ao tabu que permeia o exame de prevenção contra o câncer de próstata, conversamos com André Macedo, médico urologista cooperado da Unimed Londrina.

Estilo de vida

Segundo Macedo, o estilo de vida e o envelhecimento da população são fatores que estão contribuindo com os números cada vez mais elevados de todos os tipos de câncer, e não somente de próstata. O consumo de tabaco, bebidas alcoólicas, uma dieta pouco saudável e a falta de atividades físicas são considerados fatores de risco comprovados pelo relatório divulgado pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc, na sigla em inglês), entidade ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS).

A doença

Considerado o câncer da terceira idade, já que 75% dos casos acontecem a partir dos 50 anos, o câncer de próstata cresce lentamente e não costuma apresentar sintomas. Leva cerca de 15 anos para atingir 1cm3, chegando a não ser considerado uma ameaça à vida do homem. Porém, em estágios avançados, pode causar sintomas como “dores nas costas, dificuldade de urinar, dor óssea, infecção generalizada ou insuficiência renal”, conforme explica Macedo. Com isso, a doença pode se espalhar para outros órgãos, o que leva à morte.

A próstata

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino que se encontra debaixo da bexiga e em frente ao reto. Ela envolve a uretra, que transporta a urina e o sêmen para fora do corpo. Sua função principal é produzir parte do líquido prostático, cujo fluido é responsável pela proteção de espermatozoides. 

O exame

O tumor pode ser diagnosticado por meio do toque prostático ou pelo exame de sangue, que mede a quantidade do Antígeno Prostático Específico (PSA) produzido pela próstata. Devido à fase inicial do câncer de próstata se apresentar silenciosa, o impacto do diagnóstico precoce, se a doença for detectada em fase inicial, apresenta até 90% de chance de cura. 

Embora ainda visto com certo preconceito, o exame de toque é eficiente e indolor. Dura dois ou três segundos e ainda permite avaliar características primordiais no diagnóstico de doenças da próstata. Caso haja suspeitas do tumor, o paciente faz uma biópsia; se confirmado, inicia-se o tratamento o mais rápido possível. 

Tratamento

Após o diagnóstico correto ter sido realizado, Dr. Macedo recomenda que o paciente deve discutir com seu médico  “as opções de tratamento que irão depender do estágio e graus da doença”. A idade e a presença de outras comorbidades podem interferir nas decisões, que devem ser tomadas de forma conjunta pelo médico e paciente pontua o urologista.

Se a doença estiver localizada, ou seja, atingiu apenas a próstata, opções como cirurgia, radioterapia ou até mesmo observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser recomendadas. Caso a doença tenha se espalhado, pode ser indicada a terapia hormonal.

Prevenção

Como explica Dr. Macedo, a prevenção se dá principalmente pela adoção de hábitos saudáveis, como a prática de exercícios físicos no dia a dia, controle de peso e diminuição do consumo de álcool e tabaco: “Já foi comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, leguminosas e cereais integrais, com diminuição de gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, bem como de outras doenças crônicas não-transmissíveis”.

O câncer de próstata, quando diagnosticado ainda em seu início, apresenta chances de cura altíssimas. Então, realize o exame de prevenção, principalmente a partir dos 50 anos de idade. Compartilhe a matéria com familiares e amigos, e salve vidas!

Leia mais: Outubro Rosa: Clarice vence câncer de mama e declara que exame de rotina foi crucial no seu diagnóstico


Comentários