Loading…
teste

As melhores atividades para cada fase do bebê

Você sabia que os bebês aprendem mais rápido quando recebem estímulos sensoriais? Conheça mais sobre as melhores atividades para cada fase do bebê e acompanhe o progresso do seu pequeno!

Você já reparou quantas mudanças o seu bebê passa durante o primeiro ano de vida? Bebês estão sempre em fase de desenvolvimento, aprendem tudo o que veem ao redor. Não é à toa que os primeiros 1.000 dias entre a gravidez da mãe e o segundo aniversário da criança (270 dias de gestação e mais 365 dias do primeiro ano e 365, do segundo) simbolizam a principal janela para a construção de uma infância saudável, com benefícios que se estendem por décadas.

Os 1.000 dias, conceito propagado já pelos quatro cantos do mundo e nome que batiza um programa da Organização das Nações Unidas (ONU), é considerado como o período mais importante para o bebê, pois é neste estágio que o cérebro da criança está mais ativo e começa a absorver tudo o que é novo, “encaixotando” sensações que já foram experienciadas. Isso porque o organismo está mais suscetível às influências do ambiente externo.

O corpo possui mais elasticidade, o que significa que ele está mais maleável a seguir um caminho que outro. É uma fase em que as células estão em plena evolução e existem recomendações voltadas especificamente para esse período: mãe e filho devem ter uma dieta saudável, a prática de atividades físicas e o controle de emoções fazem toda a diferença em resultados de curto, médio e  longo prazo.

Estimulação sensorial para o seu bebê

É por meio de jogos e brincadeiras que o bebê descobre o mundo, e o tato é o primeiro sentido que o bebê desenvolve. Ele começa a aprender sentindo as texturas,  depois passa a perceber formas e a comparar as diferenças entre os objetos. A estimulação deve ser adaptada conforme a idade. Uma mesma brincadeira feita a partir de um ângulo diferente pode fazer uma grande diferença no desenvolvimento do bebê. O ideal é que você   deixe ele fazer as atividades sozinho. 

Tente estimular brincadeiras que façam com que a criança explore sensações sobre o próprio corpo e que ajude a adquirir informações sobre o mundo que está a sua volta, interagindo com ele. Aprenda a estimular os sentidos do bebê com as atividades separadas em fases: 

Primeira fase: 0 a 3 meses

Umas das fases mais importantes para o bebê. O contato com a mãe e o pai é primordial. No primeiro mês é mais um afago que uma brincadeira.  podem ser necessários estímulos para que a criança fique mais relaxada. Ao fim do primeiro trimestre de vida, o corpo do bebê estará mais “firme”, o que facilita segurá-la na posição sentada para realizar atividades com as próprias mãozinhas. 

Atividades: 

• virar e revirar com movimentos delicados toda vez que for trocar de roupa;

• dance ou cante com o bebê no colo;

• estimule a audição batendo palmas, chocalho (que não tenha um som muito agudo) ou use brinquedos que emitam sons diversos aguçando a curiosidade do bebê.

Segunda fase: 3 a 6 meses

O bebê já está com as atividades motoras mais desenvolvidas, senta com mais facilidade e vira a cabeça quando escuta um barulho. A partir do quinto mês, geralmente a criança está mais ativa. Devido a isso, a atenção deve ser redobrada para evitar acidentes e quedas. É neste período também que o nascimento dos dentes pode acontecer a qualquer momento.

Atividades: 

• deixe a criança brincar na banheira e sempre converse com ela sobre o corpo, como “vamos lavar o pé, vamos lavar o cabelo”. O mesmo deve continuar na troca de fraldas e roupas ;

• a criança deve ficar no chão para se movimentar e experimentar novas posições;

• estimule movimentos de empurrar e encolher as pernas, segurar os braços para que ela tente se levantar - esta atividade fortifica os músculos para a fase de engatinhar;

• faça carinho no bebê com diferentes texturas como uma coberta macia, um pedaço de pano, uma esponja, etc; 

• brinquedos de diferentes formatos que podem ser colocados na boca são uma boa opção para essa fase, devido aos primeiros sinais do nascimento dos dentinhos.

Terceira fase: 6 a 12 meses

Última fase até completar um aninho, o bebê encontra sua independência motora. É nesta fase que ele toma consciência de si e dos outros, consegue distinguir seus familiares e estranha pessoas desconhecidas ou com quem convive menos. Já sobe, desce, canta, grita, tem vontade de pegar tudo e a jogar seus brinquedos no chão, o que o diverte. Estimule o bebê com atividades lúdicas e sonoras.

Atividades: 

• livros-brinquedo são atraentes por agradar o tato das pequenas mãozinhas, propiciando o desenvolvimento cognitivo do bebê. Com cores chamativas e efeitos sonoros, é uma boa pedida para se divertir e ainda insere a criança no mundo literário;

• brinque de fantoche ou faça jogos de imitar gestos, isso estimula a questão da fala;

• deixe a criança livre num espaço seguro para que possa se aventurar e se sujar. Nesta fase, a criança tem mais autonomia para ficar no lugar que gosta,  descer e subir do berço ou sofá - uma atividade motora super divertida para ela mas que deve ser feita com supervisão.

Caso você esteja esperando um bebê, que tal se aprofundar mais no assunto? A Unimed Londrina preparou um material especialmente feito para você! Sempre vale ressaltar que cada criança é única e o desenvolvimento delas é um processo individual. Descubra as respostas para suas dúvidas baixando o infográfico As Fases do Bebê abaixo!

Leia mais: O papel dos pais na alimentação dos filhos


Comentários