Loading…
teste

Amamentação: conheça os cuidados necessários

O leite materno é fundamental para que o bebê cresça forte e saudável; além de trazer benefícios para o bebê, a amamentação é vantajosa também para as mães

A amamentação, principalmente para as mães de primeira viagem, gera muitas dúvidas e também inseguranças. Isso é completamente normal, afinal, são muitas descobertas tanto para a mãe, quanto para o bebê. Além disso, esse é o momento em que os hormônios da mulher estão se reorganizando e também, quando as emoções tornam-se gigantescas e sensíveis.

Pensando nesse momento mágico e fundamental na maternidade, preparamos esse texto para vocês mamães e futuras mamães, tirarem todas as dúvidas e conhecerem alguns cuidados indispensáveis para que no momento da amamentação, tudo ocorra bem. Confira!

A importância da amamentação para o bebê

O leite materno, produzido no corpo da mulher exclusivamente para o bebê, é um alimento rico em nutrientes, fundamentais para que o pequeno cresça bem forte e saudável. Segundo a Enfermeira da Unimed Londrina, Gheisa Lopes, o leite materno ainda possui células de defesa do organismo, os anticorpos, “que são passadas de mãe para filho, aumentando com isso, as defesas do bebê e evitando que o pequeno fique facilmente doente”, completou.

Ainda, segundo Gheisa, o leite materno protege o bebê de algumas doenças como diarreias, infecções respiratórias e alergias. “Além disso, o leite materno também diminui o risco de hipertensão no bebê, assim como o colesterol alto e diabetes, evitando também o desenvolvimento de obesidade na criança”, disse Gheisa.

Como já vimos, o período da amamentação é fundamental para o bebê e, precisa ser estimulado constantemente, por ser o melhor alimento para a criança desde o nascimento até pelo menos os seis meses de vida do pequeno. Contudo, a amamentação pode também ser prolongada até os dois anos de idade ou mais.

O ideal, é que o bebê seja amamentado na hora e quantas vezes quiser, por mais que, no início, o pequeno não tenha uma rotina e nem horários específicos. O interessante, é que não existe um tempo de mamada específico, pois, isso varia de criança para criança, devido às necessidades específicas que cada uma possui.

As vantagens da amamentação para a mãe

Não é somente para o bebê que a amamentação se torna benéfica, mas para vocês mães, também. De acordo com Gheisa Lopes, a amamentação para a mãe torna a perda de peso mais rápida após o parto, contribui para que o útero volte ao tamanho normal, o que ajuda a diminuir os riscos de anemia e hemorragia. “Outras vantagens que podemos destacar, é que a amamentação para a mãe também reduz o risco de diabetes, assim como o desenvolvimento de câncer de mama e ovário”, destacou.

Os cuidados que a mãe deve ter com a saúde para amamentar

Para amamentar o bebê, é essencial cuidar muito bem da saúde, mamães, para que nada interfira no leite materno. Por isso, os cuidados necessários são:

Ter uma alimentação saudável: é fundamental se alimentar bem e de forma saudável, com uma alimentação rica e variada, repleta de frutas, cereais integrais, legumes e verduras. Afinal, a amamentação consome muitas calorias.

Beber muita água: mantenha-se sempre hidratada durante a amamentação, pois isso é indispensável. O recomendado é beber de 2 a 3 litros de água por dia.

Evitar cigarro e bebidas alcoólicas: é indispensável evitar cigarros e bebidas alcoólicas na gravidez, pois, as substâncias presentes neles passam para o leite materno, afetando o bebê.

Evitar medicamentos contraindicados: muitos medicamentos podem afetar o leite materno. Por esse motivo, é essencial tomar muito cuidado e só se medicar sob prescrição médica.

Cuidar dos seios: mantenha os seios saudáveis e limpos. Assim, é importante limpá-los antes de depois da mamada, usando produtos a base de lanolina para também evitar rachaduras e lesões.

Descansar: descanse sempre que possível, pois isso proporciona ao corpo mais energia para produzir mais leite.

Atenção! Em caso de produção insuficiente de leite, é importante estimular a amamentação e aumentar a ingestão de líquidos e também o repouso.

O cuidados que a mãe deve ter com o bebê na amamentação

Além dos cuidados que a mãe deve ter com a saúde para proporcionar um leite saudável ao bebê, é preciso também ter alguns cuidados com o bebê no momento da amamentação. Destacamos aqui:

Identificar a fome do bebê: atente-se a alguns sinais de que o seu bebê está com fome como, por exemplo, procurar o mamilo, chupar o dedo ou chorar e estar inquieto. É importante que o bebê não fique mais de três horas sem mamar.

Escolher uma posição confortável: o ambiente da amamentação deve ser calmo, e as costas, mamãe, devem ficar sempre retas. Confira na imagem abaixo, quatro posições para uma amamentação confortável.

posição confortável amamentação

Verificar se o bebê está mamando bem: atente-se a alguns sinais como, o queixo tocando a mama e o nariz livre para respirar; a boca aberta e o lábio inferior para fora; se o bebê está pegando toda a auréola ou parte e também se está calmo. É importante verificar tudo isso para que a alimentação ocorra suficientemente e para que os mamilos não fiquem machucados;

Analisar se o bebê mamou o suficiente: veja se a mama ficou vazia ou se a sucção fica mais lenta e o bebê mais relaxado. A partir disso é possível saber se a mamada foi suficiente.

Dica importante!

A enfermeira da Unimed Londrina, Gheisa Lopes, afirma que mãe e filho precisam aprender a amamentar e ser amamentado. Por isso, ela deixa uma dica muito importante para vocês mamães, na hora da amamentação. “É preciso muita dedicação, paciência, apoio dos familiares e informação. O bebê tem as necessidades nutricionais do leite materno, de ser amamentado, mas também tem necessidades emocionais e precisa estar em contato com sua mãe”, disse.

A Unimed Londrina, conta com um programa exclusivo para gestantes, incentivando o pré-natal completo e os cuidados necessários na gestação. Clique aqui para saber mais. Ainda, a Unimed Saúde presta atendimento às mulheres que possuem dificuldades para amamentar, sendo atendidas por profissionais especializados em Aleitamento Materno, para apoio e incentivo.

Além disso, a Unimed Londrina participa ativamente há 13 anos do Comitê de Aleitamento Materno de Londrina (CALMA), que oferece apoio a instituições de saúde e realiza reuniões mensais para a promoção, proteção e manuseio do aleitamento materno.

Ainda tem alguma dúvida sobre a amamentação? Deixe aqui nos comentários!

Leia também: As vacinas importantes para recém-nascidos


Comentários