Loading…
teste

Cuidados que você precisa ter para ser um doador de sangue

Doar sangue é um ato voluntário que salva vidas; saiba quais os cuidados que você precisa ter para se tornar um doador

O sangue é responsável por transportar o oxigênio e os nutrientes para as células, além de gás carbônico para os órgãos de eliminação. A falta desse tecido líquido no corpo pode diminuir muito a pressão arterial e reduzir o oxigênio. Por isso, a sua função é extremamente indispensável para o ser humano.

É diante dessa questão que a doação se torna um ato voluntário tão importante, afinal, uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas. Para vítimas de acidente, pacientes anêmicos e que apresentam problemas de coagulação, a doação de sangue torna-se uma atitude indispensável para a transfusão e melhora do quadro clínico.

Com essas afirmações, destacamos aqui nesse texto quais são os cuidados que você precisa ter para ser um doador de sangue. Nunca doou? Esse é o seu objetivo? Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas!

O que é preciso para ser um doador?

Para que você esteja apto a doar sangue, é necessário seguir algumas regrinhas. São elas:

- Estar com a saúde em dia;

- Ter entre 16 anos (apresentando documentação e autorização) e 69 anos (a primeira doação deve ter sido realizada até os 60 anos);

- Pesar, no mínimo, 50kg;

- Ter dormido pelo menos 6 horas na últimas 24 horas;

- Estar bem alimentado. É importante evitar alimentos muito gordurosos até 4 horas antes da doação;

- Portar documento original com foto.

Além desses cuidados, existem algumas situações capazes de impedir temporariamente ou definitivamente a doação de sangue. A transfusão é um processo extremamente sério, que exige diversos cuidados não somente com o doador, mas também com o receptor, por isso algumas situações impedem a doação. Entre os impedimentos temporários estão:

- Estar resfriado;

- Ter tido parto normal ou feito cesária e estar amamentando;

- Ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação;

- Feito tatuagem ou maquiagem definitiva no último um ano;

- Realizado qualquer procedimento endoscópio;

- Feito a extração de algum dente ou cirurgia odontológica;

- Realizado acupuntura;

- Tomado vacina contra a gripe;

- Ter tido herpes labial, genital ou Zoster;

- Ter ido para região onde há surto de febre amarela e malária.

Ainda, há os impedimentos definitivos, ou seja, situações que impossibilitam uma pessoa de realizar a doação de sangue em qualquer momento da vida. Essas situações são:

- Ter hepatite após os 11 anos de idade (B ou C;

- Possuir evidências de: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças relacionadas aos vírus HTLV (I e II), além da Doença de Chagas;

- Utilizar drogas ilícitas;

- Ter malária.

É importante destacar que, após a doação, é preciso respeitar um intervalo entre uma doação e outra. Para homens, esse intervalo corresponde a 60 dias. Para mulheres, 90 dias. Lembre-se! Seja sincero no momento da doação. É fundamental que você aponte detalhadamente a situação da sua saúde para que os responsáveis avaliem se estará apto ou não ao processo.

Doe sangue! Realize esse gesto tão lindo e salve vidas!

Já é doador de sangue? Conte para a gente como tem sido a sua experiência!

Leia também: Ansiedade: como isso pode afetar a vida da criança e do adolescente


Comentários