Loading…
teste

Práticas para ter uma boa noite de sono

No Brasil, 45% das pessoas sofrem de insônia; confira algumas dicas para se livrar desse mal e ter uma boa noite de sono

Uma boa noite de sono é crucial para uma vida mais saudável, pois, proporciona mais ânimo, renova as energias, fortalece o sistema imunológico, melhora a saúde da pele e previne o envelhecimento das células. Viu só quantos benefícios? Por isso que é tão fundamental dormir muito bem todas as noites.

Contudo, segundo uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Neurofisiologia com 22.518 pessoas, 45% dos brasileiros sofrem de insônia. Ainda, de acordo com a pesquisa, 32% possuem dificuldade para dormir e 52% ainda acordam cansados depois de uma noite de sono.

Essa, infelizmente, é uma realidade e, quando a situação se torna constante, é preciso uma avaliação profissional. Agora, quando a insônia é pontual, algumas atitudes importantes devem ser colocadas em práticas para se ter uma boa noite de sono. Separamos algumas para você, confira!

Evite cafeína

A cafeína é uma substância estimulante e, o consumo exagerado e em horas erradas, pode acabar prejudicando o sono. Por isso, é importante evitar o consumo muito próximo da hora de dormir, pois a substância atrapalha o processo natural do sono. Assim, evite o consumo de café, chás e refrigerantes que possuem a substância.

Crie uma rotina de sono

Criar uma rotina é essencial para você, que deseja ter uma boa noite de sono. Para isso, mantenha definido um mesmo horário para dormir e também para acordar. Assim, naturalmente o corpo começará a se acostumar com essa rotina, contribuindo para que você durma com mais facilidade. O ideal também é manter fixo os horários aos finais de semana.

Exercite-se

Praticar alguma atividade física ajuda a melhorar bastante a qualidade do sono durante a noite, pois, ao se exercitar, o corpo fica mais cansado, proporcionando mais vontade de dormir, além de claro, fazer muito bem à saúde. Contudo, lembre-se que o ideal é praticar a atividade física mais cedo ou de menor intensidade quando praticada à noite, para que a endorfina baixe.  

Relaxe

Evite levar os problemas para a cama. A hora de dormir é para relaxar, por isso, quando deitar na cama, foque em sua respiração e tente eliminar todo o estresse, avaliando quais são os pontos de tensão. Se preferir, inclua antes de dormir práticas de meditação para deixar o corpo e a mente mais relaxados.

Não coma nada pesado

No jantar, coma moderadamente e em horário regular. Evite refeições muito pesadas e opte por um lanche ou jantar mais leves,  fugindo de qualquer tipo de gordura ou fritura. O ideal é consumir alimentos ricos em triptofano, magnésio, vitamina B, cálcio e potássio, pois estes contribuem para um sono melhor. Confira abaixo, alguns alimentos ideais para serem consumidos à noite:

- Banana: rica em triptofano, vitaminas e minerais;

- Couve: rica em magnésio, ajuda no relaxamento dos músculos;

- Abacate: rico em ácido fólico, vitamina B3 e potássio;

- Lentilha: fonte de cálcio;

- Aveia: rica em triptofano;

- Gergelim: fonte de cálcio, vitaminas do complexo B e triptofano.

Outras práticas importantes

Além das práticas citadas acima, outras são fundamentais para que você tenha uma excelente noite de sono. São elas:

- Vá para o quarto apenas na hora de dormir;

- Procure dormir em um ambiente saudável, isso ajuda no sono;

- Evite o consumo de bebidas alcoólicas perto da hora de dormir;

- Jamais use medicamentos para dormir sem uma orientação médica;

- Faça algo relaxante e que realmente goste antes de dormir.

Consequências de uma noite de sono ruim

Uma noite de sono ruim traz diversas consequências para você como estresse, irritabilidade, falta de concentração, confusão mental, alucinações, dores musculares, fadiga, aumento de peso e diversos outros efeitos. Por isso, se a sua insônia persistir, não deixe de procurar uma ajuda profissional e de praticar todas as dicas apresentadas acima.

Ficou com mais alguma dúvida? Deixe aqui o seu comentário!

Leia também: Pele no inverno: 5 cuidados fundamentais


Comentários