Loading…
teste

O papel dos pais na alimentação dos filhos

A alimentação infantil  é reflexo das atitudes dos pais; saiba como promover uma boa educação alimentar e incluir alimentos saudáveis na dieta do seu filho

Os hábitos das crianças são influenciados diretamente pelos pais. As atitudes dos adultos em relação à alimentação refletem na forma como as crianças comem e na formação do paladar delas. Por isso, o papel dos pais na alimentação dos filhos é fundamental. Neste artigo, trouxemos algumas dicas de como os pais podem incentivar os filhos a terem uma alimentação mais saudável.

Educação alimentar

A introdução alimentar dos bebês, que deve ser feita a partir dos seis meses de idade, é o primeiro passo para iniciar o processo de educação alimentar. Sendo assim, a família deve evitar oferecer doces na alimentação das crianças, especialmente até os dois anos. A inclusão de alimentos nutritivos na dieta, como legumes, verduras e frutas ajudam na formação de bons hábitos alimentares. Conforme as crianças vão crescendo, estes hábitos devem ser mantidos e estimulados pelos pais.

É comum que os pequenos apresentem dificuldades para comer, recusando alimentos saudáveis e preferindo aqueles mais gordurosos e ricos em açúcar. A disponibilidade destes últimos em casa é um fator que pode contribuir para uma alimentação inadequada, portanto, os responsáveis devem estar sempre atentos ao consumo. Os padrões alimentares da infância são determinantes nas demais fases da vida e, para contornar estas situações, os pais podem encontrar algumas alternativas na hora de servir os alimentos às crianças.

Como incluir alimentos saudáveis

Alguns alimentos costumam ser imediatamente recusados pelas crianças, apenas pela aparência. Uma saída é inovar, camuflando alimentos bastante nutritivos, mas que o seu filho não gosta de comer. Veja como é possível fazer isso na prática:

- Para oferecer beterraba, uma opção é cozinhá-la com feijão preto, assim, os nutrientes ficam no feijão e a criança consome, mesmo sem perceber;

- No caso da cenoura, experimente preparar junto com o arroz, o que dará uma cor alaranjada à refeição, podendo até deixar o prato mais atrativo para as crianças;

- Os sucos e smoothies também são excelentes para inserir, além das frutas, outros alimentos como couve, espinafre e as já citadas beterraba e cenoura;

- E ainda os purês, que podem ser feitos com abobrinha, couve-flor, mandioquinha salsa, entre outros legumes, e são acompanhamentos deliciosos e cheios de nutrientes para os pequenos.

É importante ressaltar que o ideal é incentivar o consumo variado de alimentos desde que as crianças começam a se alimentar. O preparo com poucos temperos, como alho e cebola apenas, também deve ser priorizado, para realçar os sabores naturais dos alimentos, fazendo com que o paladar da criança se acostume mais facilmente. E, somente após várias tentativas e recusas, pense em outras formas de incorporar esses alimentos, camuflado-os nos pratos.

Alimentos que podem ser substituídos

Os pais também podem substituir alimentos industrializados e muito processados. Confira algumas substituições:

- O açúcar branco ou refinado pode ser trocado pelo açúcar demerara ou mascavo.

- Com banana congelada, dá para preparar sorvetes caseiros deliciosos, com muitas combinações de frutas.

- Troque os sucos de caixinha ou em pó por sucos naturais;

- Ofereça a salada de frutas como sobremesa.

A importância das refeições

Realizar todas as refeições recomendadas diariamente, café da manhã, almoço e jantar, é outra forma de garantir bons hábitos alimentares. Sempre que possível, busque fazer as refeições em família, para que os filhos vejam que os pais também comem os mesmos alimentos.

O exemplo é a melhor forma de fazer com que as crianças se sintam estimuladas a se alimentarem de forma mais saudável e até mesmo a experimentarem novos alimentos. O papel dos pais na alimentação requer hábitos saudáveis também por parte dos adultos. É importante evitar comer guloseimas, pular refeições, e ainda o sedentarismo. Assim, é possível reduzir as chances de aparecimento de problemas maiores, como a obesidade infantil.

A rotina alimentar da família e o comportamento durante as refeições, também têm influência. Evite distrações, como assistir à televisão, utilizar celulares e outros aparelhos eletrônicos, enquanto estiverem à mesa. Isso deixa o momento das refeições mais agradável e pode promover interação entre a família. Defina ainda um horário para cada refeição. Os filhos também podem ser incluídos na preparação dos alimentos e no planejamento das refeições. É interessante oferecer diferentes opções saudáveis e deixar que as crianças escolham o que preferem.

O papel dos pais na alimentação dos filhos, portanto, tem grande peso na educação alimentar. Estas são algumas atitudes que podem fazer com que as crianças adquiram hábitos saudáveis desde cedo.

Gostou do artigo? O que você tem feito na sua casa para incentivar os pequenos a terem uma alimentação saudável? Compartilhe conosco nos comentários.

Leia também: 3 receitas saudáveis para fazer com abacate


Comentários